shamanism

Ladamira, a mensageira da Paz

por Salete Rêgo Barros*

 

 

O entendimento de nossas origens, o que estamos fazendo no planeta Terra, aonde iremos após a morte de nosso corpo físico e por que sofremos, são questionamentos presentes em toda a humanidade, até então não equacionados de forma satisfatória.

Vivemos em constante inquietação. O mal parece ser o vencedor na batalha contra o bem. A sensação de que tudo está perdido nos atormenta. Porém, existe algo que nos alimenta, nos mantém vivos, nos diz que existe uma luz no fim do túnel – imagem que é encontrada em relatos de várias culturas, em experiências de EQM (Experiências de Quase Morte), em sonhos, em transes hipnóticos, e que representa a esperança.

A tradição eslava, existente há milhares de anos, nos fornece respostas para muitas dessas questões, inspira e estrutura o trabalho de terapeutas, psicólogos, artistas, e todos os que se preocupam com o desenvolvimento pessoal.

Nos primórdios da humanidade, não havia fronteiras entre ciência, arte e religião. Tudo se fundia em uma única busca: conhecer as forças da natureza e saber usá-las em benefício da humanidade.

Durante muito tempo, esse conhecimento era acessível somente aos sábios, que preservavam a conexão com o poder do Universo – chave para a harmonia e a saúde, numa dimensão holística. Como o mundo atual passa por um período de grandes transformações, esse conhecimento está sendo difundido para o maior número possível de pessoas.

Ladamira, mensageira desses ensinamentos, esteve no Recife, estado de Pernambuco – Brasil. E eu tive a sorte de estar com ela em vários momentos.

Fui estimulada a escrever um artigo que tratasse do “porquê” e do “para quê” é importante o trabalho que ela vem desenvolvendo em diversas partes do mundo.

Dona de características, eu diria, telúricas, ela empresta sua beleza às palavras. Sábias palavras que colocam a energia amorosa (feminina) como essencial para a preservação de nossa espécie, em contrapartida à energia egoica (masculina).

As suas palavras remetem às origens xamânicas e nos trazem de volta ensinamentos deixados por grandes mestres, entre eles Buda, Cristo, Osho, Gandhi, Kalki. A prática da meditação nos conecta com o Divino, com o Universo. Aquietam a alma, equilibram a energia do corpo, diz Ladamira.

Ladamira aponta o caminho para a conexão com os elementos que fortalecem a verdadeira natureza humana e para a recuperação da capacidade de sentirmos alegria, de removermos máscaras e resistências, harmonizando os mundos físico, emocional, mental e espiritual, fazendo-os funcionar com uma unidade.

Destaco, aqui, um ritual de agradecimento à vida, feito no quintal da Cultura Nordestina Letras & Artes, na noite de 24 de outubro de 2016, onde Ladamira canta, toca o seu tambor, invoca o mestre Kalki e a sabedoria ancestral.

Agradeço à vida por todas as possibilidades, pelo ar que respiro, pelas desilusões, pelas conquistas, por tudo que tenho e pelo que não sei ter; pelos talentos, pela sabedoria, pela responsabilidade que me guia; pela beleza de minha alma e pela sorte que tenho em fazer o que amo fazer.

Agradeço à vida pelo meu corpo forte e bonito; pelos olhos, lábios; pelas bochechinhas, pelos ombros, lindos ombros; pelas mãos, bonitas mãos fortes, flexíveis; pela sorte de tê-las; pelos dedos dos pés (Que sorte eu tenho!); pelo peito, pela barriguinha, pelos cabelos, lindos cabelos que acaricio com as mãos.

Aceito o templo, que é meu corpo. Cuido de ti, eu te amo, preciso de você para que meu espírito possa encarnar meus talentos aqui na Terra. Cuidarei de ti, todos os dias, com massagens, óleos, alimentos saudáveis, sucos de frutas frescas, exercícios, com alegria.

Sinto o amor dos anjos que me deram tantos talentos. Minha vida é um grande milagre. Agradeço pela oportunidade de ser saudável e feliz.

Agradeço pelo meu trabalho e por esta linda casa que ajuda a despertar nas pessoas os muitos talentos que elas possuem; que ajuda a despertar as forças criativas. Que esta casa se torne o epicentro da cultura e que seja conhecida pelo Brasil inteiro. Aqui, um campo de amor é criado por pessoas empreendedoras e que falam palavras sábias, que dizem piadas. Aqui o sucesso é criado.

Sou o Sol do sucesso que irradia luz para o mundo. Esta casa é saudável, sucedida. Assim seja.

Sinto-me num corpo forte e saudável, numa casa sucedida e feliz.

Eu posso dar, posso pedir, receber e, quando peço, dou chance para que as pessoas se tornem fortes. Recebo ajuda das pessoas. Mereço receber. Meu destino merece receber.

Esta é uma oração que se materializa para as pessoas, para minha família, para que elas deem valor à vida. Valorizem a vida, ela é curta: saúde, alegria, amor, ajuda. Gratidão e alegria pela manhã ao acordar, ao adormecer. Sou feliz.

Tenho tempo para valorizar a vida, as coisas simples, como agradecer, dar, receber, me alegrar.

Agradeço as lições do Criador e aceito-as com amor. Peço proteção, guia, disciplina, equilíbrio. Aceito a sorte, aceito os bens.

Gratidão infinita pelas oportunidades. Sou uma alma de Deus que agradece. Entrego a Deus e ao Sol, as pessoas. Sou um canal de possibilidades do espírito. Com alegria me movimento fazendo meu corpo forte.

Assim seja!

Falando a respeito do perdão, Ladamira diz que o ser humano é dual: enquanto o exterior exige ações de indignação perante as injustiças, o interior deve agradecer pela oportunidade do aprendizado através da dor das perdas. Perdoar, sempre. O perdão faz bem, cura os males da alma e do corpo.

Sobre a energia: é o que nos mantém e nos conecta com os grandes mestres – mensageiros dos ensinamentos que promovem o equilíbrio entre as forças contrárias; com o Universo, com a Natureza.

Sobre saúde: os sintomas das doenças do corpo aparecem quando a alma não está sadia, e isso acontece aos poucos. A mágoa adoece o fígado; a tristeza, o coração; a ganância, a depressão, e assim por diante. O remédio para mantermos um corpo saudável é cantar, dançar, rir (com o diafragma), se enfeitar (atributo feminino). E amar – cura para as doenças do corpo, porque faz bem à alma.

Sobre o resgate do feminino: a humanidade está se distanciando da energia amorosa, criativa (feminina) em busca da energia egoica (masculina), que provoca os conflitos, as guerras. O equilíbrio entre essas duas energias é urgente. Com amor e criatividade a mulher resolve as situações conflituosas; com truculência o homem quer resolver tudo. As mulheres estão perdendo a capacidade feminina (querem imitar os homens, exercer papeis masculinos) – não se conformam com a condição de submissão imposta durante séculos. As duas naturezas são apenas diferentes – não precisam ser contraditórias.

Sobre o dinheiro: o mal está no desequilíbrio entre desejo X necessidade (preponderância da energia masculina).

A arrecadação com cursos, workshops e atendimentos particulares, feitos por Ladamira, é destinada às despesas com as viagens (10%) e às crianças, vítimas da guerra na Ucrânia.

Sobre as trocas: o Universo exige trocas (causa e efeito) – inspirar (receber); expirar (dar) – este equilíbrio é necessário.

Utilizando a metáfora da escada rolante, onde crianças brincam subindo os degraus na contramão da descida, realizando um trabalho que, consequentemente, gera energia, Ladamira ensina técnicas de ativação dos canais de criatividade através da meditação, dos mantras, do esforço físico (exercícios e dança).

A energia gerada através desses esforços e das risadas (ela recomenda rir diariamente por 3 minutos) é capaz de promover a saúde e a prosperidade.

 

Sobre Ladamira

Ladamira é uma xamã vinda da Sibéria, Rússia, curandeira eslava da nona geração.

Há mais de 20 anos, ela pratica o ofício de conectar a sabedoria feminina com as tradições xamânicas, para fornecer a cura espiritual transformadora, combinando a intuição com o conhecimento herdado das práticas xamânicas antigas e o modo de vida, para ajudar a capacitar as pessoas a levar uma vida mais plena.

Viaja ao redor do mundo para compartilhar seus conhecimentos e executar poderosos rituais de cura. Através de workshops xamânicos e cursos, ela tem ajudado milhares de pessoas a acessar e restaurar a harmonia e o equilíbrio em suas vidas.

Ladamira revela os segredos da saúde e da juventude através de métodos naturais e ajuda as pessoas a despertarem seus talentos individuais. Ela também é especialista em métodos de purificação do corpo, professora de Yoga Eslava, Cura Integral, Força da Linhagem Kut, Tantra Eslavo, Órfica Eslava, Xamanismo, cursos e seminários sobre saúde feminina.

Retorna regularmente à Sibéria – onde o xamanismo continua a ser uma importante tradição – para se reconectar com outros curadores e anciãos xamânicos respeitados. Ela continua a aprofundar seu conhecimento e conexão com o Divino, e ajuda alunos e clientes a aproveitar o seu potencial para uma vida saudável e gratificante.

 

Recife (PE – Brasil), novembro de 2016

 

* Arquiteta, editora e produtora cultural executiva da Cultura Nordestina Letras & Artes